Seguidores

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

UM NOVO DIA


O PRIMEIRO DIA COM O CAPATAZ
Bom dia Pessoal! Então este freguês é que é o seu primo? – É sim Sr. Pimpão. – Muito bem. Olha rapaz, Que idade tens, tenho 18 anos. – Tu aqui não precisas de mentir, Ele tem quase 16 anos, Sr. Pimpão. Ok. se não queres ter chatices quando eu aqui chegar e te vir parado, pergunta ao teu primo o que deves fazer, que ele sabe. - Ó primo? O que foi que ele quis dizer com isso? – Ele quis dizer, que se nós estivermos parados, a fumar u cigarro, e se tu estiveres parado, mas não estiveres a fumar, ele ralha contigo, aqui o só é permitido parar para fumar, e tu o melhor que tens a fazer, é comprares um maço de tabaco, e quando quiseres descansar um pouco, puxas de um cigarro e fumas. Ou então finges apenas que estás a fumar. Mas acende o cigarro quando ele aparecer. Já entendi primo. Obrigado. Eu não via chegada a hora de sair para a rua, para ir comprar tabaco, afinal eu já era um homem, já podia fumar na presença do meu primo, sem ter que criar problemas.
Garotices.

6 comentários:

Miguxa disse...

Eduardo,

Recordações de um jovem, que de cigarro na mão, se fez homem...Adorei a lisura das suas palavras, meu amigo.

Beijos com ternura
Margarida

Maria Luisa Adães disse...

Muito bem Eduardo. Apesar de esquecida, continuo a gostar das conversas que nos contas.

Mª. Luísa

drdgoncalves@gmail.com disse...

Olá amiga Margarida. Obrigado pela visita, e pelo carinho. É verdade amiga, as surpresas que a vida nos traz! Mas talvez a Margarida não saiba, que esse mesmo homem, que começou a fumar por necessidade, e depois de fumar durante 50 anos, um dia lembrou-se que já não precisava do cigarro, como pretexto, para endireitar as costas por alguns minutos, e por isso resolveu sem que alguém lhe o sugerisse, deixar de vez os cigarros, que tantos bons momentos lhe deram e que tanto mal lhe fizeram. E já lá vão uns 8 anos bem medidos. E nunca mais, nem a brincar, sim porque com o lume não se brinca.Beijinho com muita ternura e carinho. Eduardo.

drdgoncalves@gmail.com disse...

Olá amiga Maria Luísa. Muito obrigado pelo teu carinho de amiga de longa data. É verdade, depois de pensar abandonar este projecto, que se destinava a contar a minha vida desde pequeno, com 8 anitos, resolvi retomar agora, para ver se sou capaz de continuar a história, mas vai ter que ser com muita calma, pois o meu relógio agora anda com o dobro da velocidade que andava Há 50 anos. E isso faz com que o que Há 50 anos me levava 1 hora a fazer, agora leva-me duas horas.Um beijo de amigo Eduardo.

pekenasutopias disse...

Meu amigo Eduardo, nunca sei onde ou como te encontrar... vejo que tens um novo blog... andei à procura do outro e não o encontrei, mas parece que finalmente te decidiste a escrever a tua biografia.
Um abraço grande!

eduardo goncalves disse...

Olá amiga Margarida. Eu já respondi ao seu comentário, bem assim como aos restantes, mas ainda vivo na dúvida se fiz as coisas como devia, Se algo não estiver no seu lugar, pesso dsculpas, pois quem não sabe, é como quem não vê. o ditado é velho e verdadeiro. Um beijonho com ternura,e resto de fim de semana bonito e belo..